Porque est√° faltando carro no mercado automotivo?
0
0

Porque est√° faltando carro no mercado automotivo?

Com peças e carros caros, e subindo cada vez mais. Descubra o porque após a pandemia está faltando carro no mercado automotivo.

Neon on Road ūüöô
6 min
0
0

Com peças e carros caros, e subindo cada vez mais. Descubra o porque após a pandemia está faltando carro no mercado automotivo.

Segundo a Federa√ß√£o Nacional de Ve√≠culos Automotores (Fenabrave), s√≥ no primeiro trimestre de 2021 foram realizadas 3,5 milh√Ķes comercializa√ß√Ķes de ve√≠culos automotores usados, que comparado ao mesmo per√≠odo do ano anterior, 3,1 milh√Ķes, ocorreu aumento de 14,89 % deste tipo de transa√ß√£o. J√° em rela√ß√£o aos ve√≠culos automotores novos, o cen√°rio foi o oposto, houve queda de aproximadamente 5,5%, revelando o cen√°rio atual da compra e venda automobil√≠stica: a falta de ve√≠culos.¬†

Mesmo antes da pandemia, o caminho que estava sendo trilhado j√° era previs√≠vel, a escassez de carros era iminente, as implica√ß√Ķes pand√™micas s√≥ fizeram intensificar o inevit√°vel. Mas muitos ainda se perguntam por que est√° t√£o dif√≠cil encontrar carros novos para compra ou ainda por que a demora para entregar ve√≠culos que antes eram dispon√≠veis a pronta entrega. Entenda mais sobre a falta de carro no mercado automotivo.¬†

Pandemia

Um dos principais motivos pela falta de veículos em todo o mundo é a crise sanitária mundial. A pandemia que teve início em Janeiro de 2020 e que segue sem rumo até hoje impactou diversos setores da economia mundial, inclusive o automobilístico. Muitas fábricas fecharam as portas e pararam a fabricação de uma forma nunca antes vista. O mercado mundial parou, assim como todo o mundo, na tentativa de conter a crise sanitária emergente. 

Sem previs√£o de retorno e reabertura, muitos fornecedores deixaram reduzir ou zerar seus estoques para garantir o menor preju√≠zo poss√≠vel. E assim tudo levou ao cen√°rio observado hoje, falta de pe√ßas para montagem dos ve√≠culos em um mercado que come√ßa a tomar novo impulso e aumentar o n√ļmero de vendas. Em outras palavras, a pandemia est√° acabando, mas os impactos gerados por ela ainda continuam.¬†

Al√©m da crise sanit√°ria, a crise econ√īmica se destacou. Muitas pessoas perderam seus empregos, tiveram seus sal√°rios reduzidos e deixaram de consumir tanto quanto anteriormente. Assim, a demanda por carros novos diminuiu muito durante este per√≠odo, e s√≥ agora que as coisas come√ßam a voltar aos eixos, o consumo retorna ao que era antes, por√©m controlado pela falta de mercadoria, neste caso de ve√≠culos para compra.¬†

Email image

Crise dos chips 

Componente essencial de qualquer carro atual, os semicondutores, tamb√©m conhecidos como chips, custam entre $5 a $10 d√≥lares, mas est√£o influenciando fortemente a falta de ve√≠culos no mundo todo. Esses chips s√£o respons√°veis por in√ļmeras fun√ß√Ķes de um carro, sendo raras as funcionalidades que n√£o dependem destes pequenos circuitos para funcionarem. Sendo que a falta de um √ļnico semicondutor j√° √© suficiente para parar toda uma linha de produ√ß√£o.¬†

Para entender essa crise √© necess√°rio voltar no tempo para entender as raz√Ķes estruturais por tr√°s da falta desse componente essencial. Durante o per√≠odo de distanciamento social em que muitas f√°bricas tiveram que fechar suas portas por tempo indeterminado, os pedidos dos componentes para montagem de ve√≠culos reduziram consideravelmente. Isso porque sem ideia de quando seria poss√≠vel retornar a alta produ√ß√£o os montadores preferiram se precaver de um preju√≠zo maior.¬†

Al√©m disso, no cen√°rio pand√™mico o consumo por produtos eletr√īnicos aumentou bastante, implicando na alta produ√ß√£o de semicondutores focados nesta √°rea espec√≠fica. O imediatismo de consumo e o foco na tend√™ncia de produ√ß√£o ‚Äújust in time‚ÄĚ causaram mudan√ßas no mercado de produ√ß√£o dos semicondutores e assim a chegou a crise dos chips.¬†

Apesar disso explicar boa parte da crise, n√£o √© o √ļnico motivo para a escassez de chips mundialmente. A maior parte da produ√ß√£o de semicondutores √© realizada pela TSMC, cobrindo cerca de 70% da produ√ß√£o mundial. Al√©m de ser quase um monop√≥lio, a produ√ß√£o dos chips √© um processo complexo e demorado que envolve al√©m de quest√Ķes de fabrica√ß√£o mas como tamb√©m de cen√°rios que possibilitam a qualidade do produto.¬†

Dessa forma, a produ√ß√£o de um √ļnico semicondutor consome grande tecnologia e tempo, s√£o necess√°rios laborat√≥rios de ponta, equipados com profissionais e t√©cnicas de √ļltima gera√ß√£o e sofisticadas. As salas s√£o comparadas √†s salas de cirurgia, com ar condicionado, filtros de ar, isolamento de ru√≠dos, e tudo isso n√£o √© nada barato e r√°pido de se providenciar.¬†

Os fabricantes de ve√≠culos n√£o querem apostar suas fichas em semicondutores quaisquer, s√£o poucas as f√°bricas de chips que cumprem as imposi√ß√Ķes para produ√ß√£o de qualidade e com as tecnologias de √ļltima gera√ß√£o dispon√≠veis. Por isso, est√£o sem grandes op√ß√Ķes e muito menos t√™m como barganhar por descontos sobre os semicondutores, e isso impacta diretamente na linha de produ√ß√£o de ve√≠culos, que contam com milhares de chips para a produ√ß√£o de um √ļnico carro.¬†

Escassez de peças 

Em uma ação em cadeia, a falta de semicondutores impacta na produção de outros componentes necessários para a produção de veículos. Dessa forma, os estoques estão baixos em todo o mundo e não serão otimizados de um dia para o outro. Neste momento é importante usufruir de muita paciência e esperar que a situação pandêmica se resolva o quanto antes. 

A produ√ß√£o est√° baixa e a espera por um carro novo pode chegar a quase tr√™s meses, em um cen√°rio otimista. A Associa√ß√£o Nacional dos Fabricantes de Ve√≠culos Automotores (Anfavea) estima que a situa√ß√£o comece a melhorar ainda no fim deste ano e que tenha se normalizado at√© metade do pr√≥ximo ano. No √Ęmbito mundial, o Brasil, possivelmente, ser√° um dos √ļltimos pa√≠ses a ter o mercado automotivo restabelecido.¬†

A prioridade das empresas no momento v√™m ficando a cargo da produ√ß√£o de eletr√īnicos, e mesmo que a demanda por carros esteja come√ßando a subir novamente, os pre√ßos n√£o est√£o convidativos √† compra de novos ou usados. Neste contexto, a produ√ß√£o ir√° melhorar, mas ainda levar√° um tempo at√© que o mercado retorne ao que era antes da pandemia.¬†

Os Usados com o preço de novos

Com os carros novos em falta, os usados tomaram conta do mercado de vendas de carros e agora os preços podem alcançar e ultrapassar o valor de um carro 0 km. A falta dos semicondutores e a pausa das fábricas fizeram com que quem quisesse comprar um carro optasse por um usado, e na lógica de preço que varia de acordo com a demanda, o preço de um carro usado subiu no mundo todo. 

Email image